Currículos que promovem a diferença


A educação internacional é o novo foco das escolas e pais brasileiros, que vislumbram em sua proposta uma formação muito mais abrangente e global.

Em um tempo em que a qualidade do ensino pauta a maior parte das discussões dos educadores, muito se fala na adoção de um currículo internacional paralelo como um diferencial que proporcione preparação muito mais ampla para o aluno que vislumbra representar o País fora ou em instituições internacionais no próprio Brasil. Seguindo essa linha, para atrair jovens que estudam em colégios com ensino internacional, algumas faculdades particulares brasileiras também passaram, a partir desse ano, a aceitar exames estrangeiros como forma de ingresso.

Alguns fatores ajudam a explicar a orientação diversa, como o currículo adotado e o próprio interesse de seus frequentadores. A espinha dorsal do ensino médio nas escolas internacionais é possibilidade de dupla titulação por meio de um programa com um repertório acadêmico muito mais amplo que permite o trânsito do aluno por instituições acadêmicas de diferentes partes do mundo e inclusive no Brasil.

Visando atender as expectativas de resultado positivo para seus alunos em universidades de ponta no Brasil e no exterior, independente do Enem, as escolas que adotam o ensino internacional oferecem uma formação complementar, com disciplinas como Math, Economy, Language & Arts e Social History , do currículo americano, que estimulam os alunos a frequentar as aulas em paralelo ao currículo regular brasileiro, o que os capacita de forma mais abrangente para as demandas educacionais em um mundo globalizado.

“Ao ser inserido em um processo de ensino internacional, o aluno é efetivamente preparado para apresentar um excelente desempenho no cenário acadêmico brasileiro, por meio de avaliações como o Enem, e também de exames vestibulares de universidades disputadas por sua reputação, no Brasil e no Exterior”, comenta Juliana Frigério, diretora pedagógica da AmericanEdu, especialista em implantação de programas internacionais.

No Brasil, é possível promover a adoção de programas internacionais por meio da AmericanEdu, única empresa brasileira especializada na implantação de educação internacional para Elementary (Educação Infantil) e Middle School (Ensino Fundamental), com certificação internacionalmente reconhecida, suporte de treinamento de professores na metodologia blended learning e desenvolvimento de projeto pedagógico em linha com as propostas da escola brasileira.

#internacionalizaçãodecurrículo #ensinointernacional

0 visualização

Support / Membership

pea21.jpg

GALERIA