Infraestutura de primeira garante qualidade no ensino


Não é à toa que os Estados Unidos têm 72 universidades na lista das 200 melhores do mundo. A infraestrutura que as instituições americanas oferecem atrai alunos e professores do mundo inteiro. E essa estrutura não cai do céu. O investimento em educação superior por lá em 2011 foi de aproximadamente 772 bilhões de reais, 30 vezes mais do que foi investido no Brasil nesse período.

Os campi, do mais simples Junior College à mais conceituada universidade do ranking, oferecem tudo que um estudante precisa para ter a melhor formação acadêmica.

Na Bowling Green State Univestity não é diferente. Em todas as aulas os alunos usam quadro interativo ou programas de computador avançados. A biblioteca tem oito andares, cada um com uma proposta, e muita tecnologia à disposição.

Na Santa Barbara City College há vários centros equipados com computadores de alta tecnologia e wifi no campus inteiro para os alunos. Nessa característica se encaixa a biblioteca, que possui pelo menos 50 computadores Apple disponíveis o dia todo, para uso acadêmico ou pessoal. No writing center há vários computadores e tutores disponíveis para ajuda nas matérias de inglês. Todas as salas de aula dispõem de computadores e projetores para os professores e as carteiras são muito confortáveis.

A estrutura que vai além da área acadêmica também impressiona os brasileiros que frequentam estas e outras universidades americanas. Comida boa, bons alojamentos, prática de esportes, atividades extracurriculares, exercícios físicos e muitas ofertas culturais. Esta rotina no ambiente acadêmico americano é um estímulo aos brasileiros que planejam graduar-se em escolas nos EUA.

Fonte: Blog Daqui Pra Fora

#ensinointernacional #brasil #estadosunidos #highschool #college #estrutura #educação #aprendizado

6 visualizações

Support / Membership

pea21.jpg

GALERIA